Quarta, 27 de Outubro de 2021
20°

Poucas nuvens

Ponta Porã - MS

Polícia AQUIDAUANA

Após dois roubos, temor é de que cidade vire rota de bandidos

Bando invadiu agência da Caixa, perfurou cofre e levou quantia em dinheiro sem que alarme disparasse

06/10/2021 às 10h59
Por: Jornalista Adilson Oliveira Fonte: Correio do Estado
Compartilhe:
Policiamento foi reforçado nas ruas da cidade após aumento da criminalidade - Álvaro Rezende/Correio do Estado
Policiamento foi reforçado nas ruas da cidade após aumento da criminalidade - Álvaro Rezende/Correio do Estado

Menos de um mês depois que uma quadrilha armada invadiu o Aeroclube de Aquidauana e roubou três aviões que estavam no local, a pacata cidade foi alvo novamente de bandidos. 

Desta vez, um grupo roubou uma quantia ainda não revelada de dentro do cofre da agência da Caixa Econômica Federal (CEF), localizada no centro da cidade. 

Esses crimes recentes deixam os moradores em alerta, já que o local pode ter entrado para a rota de quadrilhas especializadas em grandes crimes.

De acordo com o tenente-coronel Daniel Elias dos Santos, comandante do 7º Batalhão de Polícia Militar da cidade, há a possibilidade de que os bandidos tiveram ajuda de alguém de dentro da agência, já que eles entraram sem serem flagrados pelas câmeras de segurança e o alarme não foi acionado.

“As investigações sobre o roubo da Caixa Econômica estão sendo conduzidas pela Polícia Federal, mas é certo que os criminais tiveram auxílio de alguém lá de dentro. Eles foram muito pontuais no que buscavam, fizeram uma pequena entrada no local certo, sem ser foco das câmeras de segurança, eles estudaram, se preparam para aquilo". 

"Os criminosos devem ter entrado pelos fundos da agência. O alarme não tocou. Eles fizeram uma perfuração na lateral do cofre”, contou o comandante, que também foi acionado para o local do crime.

A Polícia Federal não deu muitos detalhes sobre o crime, mas disse que foi comunicada sobre o fato na manhã de segunda-feira e que encaminhou uma equipe de policiais, inclusive com perito e papiloscopista, para o local para apurar “a materialidade e a autoria do furto qualificado”.

Sobre o policiamento, o tenente-coronel afirmou que antes mesmo do roubo dos aviões o policiamento já havia sido intensificado na cidade, e a previsão é de que ele aumente “ainda mais”.

“Já vínhamos intensificando nosso efetivo, o objetivo é intensificar ainda mais, é o nosso plano, antes mesmo desses dois furtos. A população fica um pouco abalada, porque o cotidiano aqui é diferente". 

"As pessoas têm costume de dormir com as portas de casa abertas. Eu acho que o policiamento preventivo dificilmente conseguiria evitar [o furto ao banco]”, declarou o comandante.

 

AVISO?

 

Segundo um supervisor de segurança que conversou com a reportagem, mas não quis se identificar indicar, o setor privado já tinha “notícias” de que algum ataque como esse poderia acontecer.

“A gente já até tinha notícias de que essa semana e semana que vem eles fariam algum ataque, esperávamos supermercado, lotérica. A inteligência esperava já, recebemos informações de que haveria uma invasão, mas não esperávamos que eles seriam ousados para invadir um banco". 

"Nós tivemos ocorrências, falsas de ligações para Polícia Militar, simulando disparo de alarme, por exemplo, e aí fomos no local, Polícia Militar também, e vimos que era falso e já entendemos que eles estavam querendo aprontar alguma coisa”, declarou.

O supervisor disse esperar que após esses dois grandes roubos, as pessoas busquem mais por instalação de sistema de segurança. 

“O indicie de roubos aumentou no município, mas as buscas pelos serviços de segurança ainda não. As instalações de mecanismos de segurança continuam normal, a tendência é de que após esses dois ataques de criminosos, no Aeroclube e na Caixa Econômica, aumente as buscas por pacotes de seguranças residenciais e empresariais”

Ele1 - Criar site de notícias