Quarta, 16 de Junho de 2021
18 98814 7587
Política CPI DA COVID 19

Senadores fazem acordo e convocam governadores para depor na CPI

Apesar de insistirem na convocação de governadores, foi sob reclamações de governistas que o plenário da comissão aprovou a convocação de chefes de Executivo estaduais. Decisão abre precedente para convocação do presidente Bolsonaro

26/05/2021 15h07 Atualizada há 3 semanas
Por: Jornalista Adilson Oliveira Fonte: CB
(crédito: Edison Rodrigues/Agência Senado)
(crédito: Edison Rodrigues/Agência Senado)

Senadores aprovaram a convocação de governadores à Comissão Parlamentar de Inquérito da covid-19 sob reclamação de governistas. Isso já era esperado, já que independentes e oposição decidiram pela convocação de chefes de Executivo locais esvaziando a narrativa de governistas de que o colegiado teria a intenção de perseguir o presidente Jair Bolsonaro. Para completar, a convocação de governadores também abriu precedente para o requerimento do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente da CPI, de convocar o mandatário.

Estão sendo chamados para depor, após 17 de abril, com datas ainda a marcar, os governadores do Amazonas, Wilson Lima (PSC), do Pará, Helder Barbalho (MDB), de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL), de Roraima, Antonio Oliveira Garcia de Almeida (sem partido), do Amapá, Waldez Góes (PDT), de Rondônia, coronel Marcos José Rocha dos Santos (PSL), do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), do Tocantins, Mauro Carlesse (PSL), e Wellington Dias (PT), na condição de representante do Fórum dos Governadores.

O bate-boca desta terça-feira na CPI começou após o senador Randolfe avisar no plenário que o acordo estaria mal costurado. Pouco depois, senadores da oposição, o relator, Renan Calheiros (MDB-AL) e governistas fizeram exceção sobre algumas nomeações. O presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), reagiu. “Isso é falta de respeito para comigo, que fiz um acordo com vocês. Nós fizemos um acordo, senador Humberto Costa (PT-PE)”, reclamou. “Acordo é se convoca todo mundo. A base do governo vai votar contra a convocação do (ministro da Saúde) Queiroga, do (ex-ministro da Saúde) Eduardo Pazuello, e vai votar a favor de governadores?”, provocou Randolfe.

Marcos Rogério (DEM-RO) interveio e disse que “não foi esse o acordo”. Aziz provocou mais uma vez e afirmou que “parece que não aprovamos nada”. O governista acusou Randolfe de convocar Bolsonaro para evitar a convocação de governadores, requerimentos que, no entanto, foram aprovados em seguida. Aziz lembrou que não fica satisfeito com todas as convocações, mas que há um acordo.

“Eu fico triste. Eu tenho grande respeito pelo ex-governador e senador Jader Barbalho (MDB). Não é nenhuma alegria fazer isso com o filho dele. Não dá para fazer uma coisa ali e chegar aqui e o senador dizer que é contra. Não façam isso comigo”, irritou-se mais uma vez.

Ponta Porã - MS
Atualizado às 10h54 - Fonte: Climatempo
15°
Alguma nebulosidade

Mín. 13° Máx. 21°

15° Sensação
13 km/h Vento
88% Umidade do ar
40% (2mm) Chance de chuva
Amanhã (17/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 14° Máx. 21°

Nublado
Sexta (18/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 13° Máx. 19°

Chuvoso
Ele1 - Criar site de notícias