Quinta, 15 de Abril de 2021
18 98814 7587
Saúde SAÚDE

Com capacidade de atendimento esgotada pela pandemia da Covid-19, Santa Casa de Misericórdia de Presidente Prudente chega ao ‘colapso total’

Em comunicado oficial, o provedor Itamar Alves de Oliveira informa que a Santa Casa não tem sequer um leito de UTI ou clínico disponível na ala de Covid-19 para atendimento da população. Também relata que as salas de emergências e de medicações estão lotadas, 'não tendo mais sequer local disponível para que o paciente possa esperar um leito observando as medidas mínimas de segurança'.

27/03/2021 10h59
Por: Jornalista Adilson Oliveira Fonte: G1 Presidente Prudente
Santa Casa de Misericórdia de Presidente Prudente — Foto: Arquivo/G1
Santa Casa de Misericórdia de Presidente Prudente — Foto: Arquivo/G1

A Santa Casa de Misericórdia de Presidente Prudente (SP) está com sua capacidade de leitos para o atendimento de pacientes com Covid-19 exaurida e chegou ao "colapso total", segundo um comunicado oficial divulgado pelo provedor do hospital, Itamar Alves de Oliveira.

De acordo com o documento, datado da última quinta-feira (25), a Santa Casa possui atualmente 66 leitos para atendimento de Covid-19. São 45 leitos clínicos e 21 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), números que, segundo o hospital, “estão sendo extrapolados diariamente”.

A Santa Casa salienta que a quantidade de leitos não está sendo suficiente para atender todos os pacientes que procuram o hospital.

“Há um mês a Santa Casa está com seus leitos 100% ocupados para atendimento [de] Covid”, pontua Oliveira.

“Além do mais, no dia 24 de março de 2021 a Santa Casa chegou ao colapso total, pois não havia mais ‘pontos de oxigênios’ disponíveis no Hospital, muito menos ventiladores mecânicos, inclusive foi necessário utilizar os ventiladores de transportes para atender os pacientes no pronto-socorro”, detalha o provedor.

Ainda na última quarta-feira (24), havia 13 pacientes no pronto-socorro aguardando leitos de UTI. O hospital totalizou 34 pacientes graves de UTI, sendo que 33 estavam em ventilação mecânica, todos casos de Covid-19.

“Inclusive a Vigilância Sanitária municipal realizou uma inspeção no hospital na data do dia 24 de março de 2021 para verificar o atendimento hospitalar em tempo de pandemia, momento em que verificou a situação de que a Santa Casa estava com sua capacidade extrapolada”, relata Oliveira.

“Além da ocupação máxima, existe o grande risco dos desabastecimentos dos medicamentos utilizados para sedação e devido a isso não será realizada qualquer cirurgia eletiva”, alerta o provedor.

No comunicado oficial, Oliveira informa que a Santa Casa não tem sequer um leito de UTI ou clínico disponível na ala de Covid-19 para atendimento da população. Também relata que as salas de emergências e de medicações estão lotadas, “não tendo mais sequer local disponível para que o paciente possa esperar um leito observando as medidas mínimas de segurança”.

No documento, que, segundo o hospital, foi encaminhado para órgãos de saúde, como o Departamento Regional de Saúde (DRS), da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo, e ainda ao Ministério Público, o provedor enfatiza que “a Santa Casa envidou todos os seus esforços no intuito de melhor atender a população e garantir total segurança a seus pacientes e funcionários”.

Segundo ele, a Santa Casa é, desde o início da pandemia, “o hospital que mais atendeu pacientes com Covid e que menos perdeu vidas nos atendimentos prestados”.

O provedor ainda argumenta que “a Santa Casa presta serviços hospitalares de qualidade para toda a população da região de Presidente Prudente, inclusive no âmbito do Sistema Único de Saúde [SUS], sendo referência regional em modelo de saúde”.

Ponta Porã - MS
Atualizado às 10h22 - Fonte: Climatempo
24°
Alguma nebulosidade

Mín. 20° Máx. 30°

24° Sensação
15 km/h Vento
69% Umidade do ar
67% (10mm) Chance de chuva
Amanhã (16/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 32°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Sábado (17/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 30°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias