Sexta, 27 de Novembro de 2020
18 98814 7587
Política PANDEMIA

"Tem que deixar de ser um país de maricas", diz Bolsonaro sobre covid-19

Em cerimônia, presidente criticou mais uma vez as medidas que foram tomadas para combater a doença, que já deixou mais de 160 mil mortos no país

10/11/2020 18h37
Por: Jornalista Adilson Oliveira Fonte: CB
(crédito: Isac Nobrega/ pr )
(crédito: Isac Nobrega/ pr )

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (10/11) que o Brasil deve deixar "de ser um país de maricas" ao falar sobre como se deve enfrentar a pandemia da covid-19. "Tudo agora é pandemia. Tem que acabar com esse negócio. Lamento os mortos. Lamento. Todos nós vamos morrer um dia", disse. A pandemia já matou mais de 162 mil brasileiros e infectou 5,6 milhões de pessoas.

"Não adianta fugir disso, fugir da realidade. Tem que deixar um país de maricas", afirmou o presidente. "Prato cheio para a urubuzada", acrescentou em referência à imprensa, logo após pronunciar a frase.

A declaração foi dada em evento de retomada do Turismo. Durante a cerimônia, o chefe do Executivo ainda voltou a dizer que a pandemia foi "superdimensionada": "Tenho sentimentos com todos que morreram, mas é superdimensionado. 'Fique em casa, a economia a gente vê depois'. Afundaram vocês."

O presidente criticou a atuação do Congresso e comparou sua gestão com como seria se Fernando Haddad (PT) ou João Doria (PSDB) fossem presidentes. "Novas pesquisas ainda não comprovadas cientificamente mostram que só 5% das mortes foram causadas pela covid. Tem que enfrentar, pô. É a vida. Como chefe de Estado, tenho que tomar decisões que não me deixaram tomar. O que faltou pra nós não foi um líder, mas foi deixar um líder trabalhar. Imagina se fosse o Haddad ou o governador de São Paulo no meu lugar. Seria igual à Argentina, onde as pessoas estão fugindo pro Uruguai ou pro Rio Grande do Sul. O parlamento tem sua culpa também. Ali tem uma corrente forte de esquerda, do atraso", afirmou.

 

Ponta Porã - MS
Atualizado às 02h08 - Fonte: Climatempo
24°
Muitas nuvens

Mín. 23° Máx. 33°

24° Sensação
12.2 km/h Vento
43.9% Umidade do ar
0% (10mm) Chance de chuva
Amanhã (28/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 35°

Sol com algumas nuvens
Domingo (29/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 24° Máx. 36°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias