Sexta, 30 de Outubro de 2020
18 98814 7587
Gospel ATIVISMO

Ativista gay admite: “queremos destruir a família, sim”

Durante debate ativista também defendeu mais radicalização na esquerda.

27/01/2020 12h21
Por: Jornalista Adilson Oliveira Fonte: Gospelprimer
Divulgação
Divulgação

Um seminário promovido pelo Sesc São Paulo e a Editora Boitempo chamado “Democracia em colapso?”, promoveu um debate com os temas “Família, Religião e Política” em que um ativista gay admite que o movimento quer “destruir a família, sim”.

Vitor Zaparoli Borgheresi, que usa o nome social de Amanda Palha e já foi candidato a uma vaga na Câmara dos Deputados pelo Partido Comunista Brasileiro (PCB), comentava sobre como o ativismo LGBT tem sido acusado de tentar desconstruir a família.

“Quando dizem para a gente: ‘A o Movimento LGBT quer acabar com a família. O Movimento LGBT é um movimento promiscuo, que defende o sexo desregrado'”, disse.

Em sua visão, o Movimento LGBT tem se defendido com a negação desta luta, justificando que “a gente só quer amar” e que não querem destruir a família e que até “tem filhos”.

“A gente entrou numa lomba dos anos 90 pra cá, de se colocar em uma posição defensiva de dizer: ‘não, não, a gente não quer destruir família nenhuma não, a gente só quer amar’. Ou: ‘não, não a gente não quer destruir a família não, a gente até casa, a gente até tem filhos, a gente até constitui família'”, destacou.

Na análise que faz sobre o assunto, o movimento não deveria negar isso, pois seria um “retrocesso político violento” e afirma que isso violenta a história dos movimentos LGBTs e feministas na América Latina.

“E isso é de um retrocesso político violento, que violenta inclusive a história de constituição do Movimento LGBT na América Latina. Violenta a história dos ganhos e lutas feministas na América Latina”, criticou.

Então continua analisando a partir da visão marxista, afirmando que a direita tem se colocado como uma alternativa anti sistêmica e que a esquerda deveria ter radicalizado para mostrar ser anti sistêmica.

“Cabe a radicalização nossa também de afirmar com todas as letras o que é uma estratégia política crítica anti sistêmica. ‘Ah, porque vocês querem destruir a família’. Sim, queremos. Não é?”, indagou recebendo aplausos do público presente.

 

Ponta Porã - MS
Atualizado às 21h05 - Fonte: Climatempo
20°
Poucas nuvens

Mín. 15° Máx. 24°

20° Sensação
16.8 km/h Vento
64.7% Umidade do ar
90% (4mm) Chance de chuva
Amanhã (31/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 16° Máx. 24°

Sol e Chuva
Domingo (01/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 16° Máx. 26°

Sol e Chuva
Ele1 - Criar site de notícias